Mobile Marketing – Realidade ou Futuro?

28 out

Década de 90. Ter um telefone celular era, quase sempre, uma questão de status. O interesse ia muito além da funcionalidade. Os usuários eram poucos e os aparelhos, esses sim não refletiam nem de perto o avanço tecnológico dos dias de hoje. Quem não se lembra dos imensos Motorola PT550, os famosos “tijolos” pendurados nos cintos pelas cidades afora? Ninguém imaginava que o telefone celular se transformaria, em pouco mais de dez anos, numa ferramenta muito interessante de mídia.

Pois é, atualmente o mobile marketing já toma conta dos mercados norte-americanos, europeus e asiáticos com números que impressionam. Uma pesquisa realizada pela Opera Telecom mostrou que a taxa de sucesso de campanhas que utilizam o mobile marketing chega a 25% contra 1.5% dos meios convencionais de marketing.

Outra pesquisa mostra que, em um mesmo período, mais mensagens SMS são enviadas do que e-mails. Além disso, 94% das mensagens são lidas efetivamente e 75% são lidas na hora. A pesquisa ainda sugere que cerca de 66% dos consumidores lembram-se das campanhas de marketing recebidas (índice de recall), e 36% afirmam consumir produtos caso tenham recebido propagandas no celular.

A relação com o celular aumenta dia a dia, tanto que mais de 90% dos consumidores americanos consideram o telefone um objeto extremamente pessoal.

No Brasil, o “proximity marketing” ou marketing de proximidade ainda está começando a mexer com a cabeça das agências de propaganda. As opções, quase infinitas, de campanhas de marketing institucional e de varejo começam a ser utilizadas por aqui.

Em São Paulo, uma ação do Shopping vila Olímpia para a campanha do Dia dos Pais mostrou que criatividade não falta para nossos publicitários. Através de uma plataforma que emitia conteúdo para telefones celulares utilizando a tecnologia Bluetooth, o shopping enviou cupons que davam isenção para o estacionamento e ingressos de cinema.

Na Itália, o Bluetooth está presente nas escolas, criando uma interface antes inexistente entre o conteúdo escolar tradicional e o telefone celular das crianças. No estádio do Barcelona, na Espanha, o torcedor pode conferir a escalação dos times antes de cada jogo e recebe dados estatísticos da partida e até o replay dos gols nos aparelhos.

Na Inglaterra, ele interage com faces de mídia externa e na França oferece maiores informações para turistas em pontos de grande atração. Em breve, vamos conviver com essas facilidades de maneira usual, pode ter certeza. Criado em 1994 pela Ericsson, o Bluetooth é uma homenagem ao rei da Dinamarca e da Noruega Harold Bluetooth, conhecido por unificar as tribos norueguesas, suecas e dinamarquesas. Da mesma forma, o protocolo Bluetooth procura unir diferentes tecnologias, como telefones móveis e computadores.

Muita atenção nessa ferramenta, pois ela já virou realidade!

 

#VEJA Também

O atual estado das mídias sociais nos celulares

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: